Noticias

Cirurgião acusado de deformar nariz de pacientes volta a atender em SP

São Paulo – O cirurgião plástico Alan Landecker foi acusado, em novembro, de deformar o nariz de pacientes. Os relatos das vítimas motivaram a Polícia Civil a abrir seis investigações. Apesar disso, o médico voltou a atender em São Paulo.

A Polícia Civil afirmou ao Metrópoles que, ao todo, 10 pacientes prestaram queixa contra o médico no 15º Distrito Policial (Itaim Bibi). A partir desses registros, foram instaurados seis inquéritos.

Clínica particular


Landecker atende às terças e quintas na clínica particular Haya, localizada na Alameda Gabriel Monteiro da Silva, no Jardim América, região nobre da capital paulista.

Em nota ao Metrópoles, o médico afirmou que o assunto continua em investigação pelas autoridades competentes, não havendo qualquer comprovação de erro médico em seus procedimentos.

“Não existe nenhum tipo de restrição à atividade profissional do médico, que prestou informações nos processos e é o maior interessado no esclarecimento dos fatos”, disse o cirurgião plástico em comunicado.

Registro regular


O médico aparece como ativo e regular nos banco de dados públicos do Conselho Federal de Medicina (CFM), do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBPC), da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica – São Paulo (SBCP-SP).

A reportagem do Metrópoles questionou essas entidades médicas sobre a participação de Landecker em seus quadros. O Cremesp confirmou que o médico está com o registro ativo, mas não deu outros detalhes.

“O Cremesp informa que as investigações tramitam sob sigilo determinado por Lei. Qualquer informação ou posicionamento adicional do Conselho pode resultar na nulidade do processo”, disse o conselho regional em nota.

A SBCP-SP confirmou que o profissional investigado faz parte de seu quadro de membros. A SBCP agradeceu o contato, mas não respondeu a pergunta sobre a situação do médico. O CFM não se manifestou.

Paciente com nariz deformado


Sarah Cardoso, 30 anos, é uma das pacientes que teve o nariz deformado após passar por uma rinoplastia com Alan Landecker. Ela teve que passar por sete procedimentos cirúrgicos.

Recentemente, após ser operada por outro cirurgião ela teve o nariz reconstruído, mas uma análise mostrou que ela ainda está infectada com dois tipos de bactérias.

“Me deixa muito angustiada saber que ele vai continuar operando e não foi responsabilizado por nada, que mais pessoas podem ser vítima como eu que passei todo esse sofrimento e foi horrível, ainda é”, afirmou a ex-modelo ao Metrópoles.

Sequelas


Ela, que não foi mais contratada como modelo após as complicações cirúrgicas, ainda faz acompanhamento com um infectologista. Parte da boca de Sarah também foi prejudicada e, até hoje, está dormente.

Sarah também não conseguiu se estabelecer em uma nova profissão, pois tem que tomar medicação na veia três vezes ao dia por meio de um cateter que fica no seu braço.

“Ele falou que nunca errou, então, na cabeça dele, ele está certo, ele vai continuar fazendo as mesmas coisas. Isso é muito apavorante”, disse Sarah.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo